Pirataria ?

Pirataria ?
Pirataria ?

 Pirataria ?
levantar um assunto polêmico e que tem divido opniões no meio gospel (não para os artistas é claro.. rs). Recebemos um comentário dizendo que nosso blog está cometendo crime e pecado por distribuir cds gratuitamente e então gostaria de compartilhar esse texto para discussão, quero deixar claro aqui que a intenção do site não é lesar nenhum cantor/banda/artista gospel e nem incentivar a pirataria, a intenção é somente divulgar a Palavra de Deus usando o blog como uma ferramenta. Bom, vamos ao texto.
“Pirataria de CD evangélico é pecado?
Tem um monte de gente na internet afirmando que a pirataria de cd´s evangélicos é crime e portando é pecado. Temos que tomar muito cuidado ao colocar crime e pecado como sinônimos, pois as duas palavras têm significados completamente diferentes.
Crime: é Todo o ato merecedor de repreensão ou castigo, que provoca a reação organizada da sociedade. Ato que a lei declara punível, ou transgressão de um preceito legal.
Pecado: é todo e qualquer ato de desobediência à vontade de Deus.Origina-se do grego “hamartia” e significa errar o alvo.
Quando alguém ou alguma editora faz cópias da Bíblia, ela paga os direitos autorais para quem? Os CDs evangélicos não são mensagens da palavra de Deus cantadas?
Na antiga União Soviética, na época em que era proibido pregar o evangelho e as igrejas eram subterrâneas, tomávamos conhecimento que missionários levavam Bíblias escondidas embaixo de roupas. Eles estavam errados? Estavam em pecado? Afinal, desobedeciam as Leis do país, contrabandeavam Bíblias, mensagens de Deus.
Alguém que compra um CD pirata, ou tira uma cópia do Cd de um amigo, ou mesmo que baixam da internet louvores cristãos, que falam de Jesus, da Palavra de Deus, está errando o alvo? Obviamente que não.
Quantas pessoas teriam realmente condições de comprar CD’s com preços tão altos? Talvez muitos dos cantores gospel não estivessem preocupados em levar a mensagem de Deus cantada, em divulgar o louvor, que pode tocar em algum coração ímpio, incrédulo e sim com o sucesso e a vida boa que o dinheiro pode proporcionar. Até concordo que para os cantores que estão começando isso poderia acarretar em algum prejuízo. Mas quem vai comprar CD pirata de quem está começando agora? Quando o sucesso estoura, o cantor já tem eventos agendados para quase o ano todo. Acompanhe a agenda dos cantores gospel mais famosos do Brasil e veja se há algum final de semana livre.
Os cantores e gravadoras evangélicas devem combater a pirataria sim. Mas também deveriam agora fazer uma nova campanha: Para abaixar o preço dos CD’s. Esse é o primeiro grande passo em combate as cópias piratas. O problema é que as gravadoras não estão nem um pouco dispostas a fazerem isso, pois ela seria a principal prejudicada. Geralmente os artistas, cantores não lucram com a venda de cd´s e sim com shows. Nosso querido Caetano Veloso declarou no início desta história de pirataria que ele não se importava muito com isso, porque ele ganhava dinheiro com shows e que a gravadora é que ganha com os CD´s, que os artistas não têm controle nenhum e comumente são ludibriados neste quesito, ele mesmo achava um absurdo um CD dele custar (na época) R$ 20,00 reais.
Se a inspiração é Divina os direitos autorais são pagos à Deus? Tudo bem os levitas tem que sobreviver (concordo plenamente) – mas enriquecer e acumular mais que o necessário pode? E os irmãos que querem ter um Cd para louvar o Senhor e muitas vezes pagar R$ 20,00 ou R$ 30,00 num cd pode significar ficar sem gás? Será que os levitas se preocupam mais em divulgar o nome do Senhor através dos das músicas ou em ganhar dinheiro com a venda destes Cd´s. A musica evangélica antes de ser um comércio tem o propósito de adorar e louvar ao Senhor, e não de enriquecer e dar vida de luxo para uns e prejudicar a outros.
As ferramentas profissionais de produção musical estão cada vez mais acessíveis e a troca de informações entre os usuários da internet está aumentando a cada dia. Aproveitando este cenário, músicos seculares de toda parte estão desenvolvendo seus talentos produzindo faixas realmente interessantes e, através da web, divulgam seus trabalhos de maneira independente, sem intermediários.
Em outubro de 2007, o grupo de rock inglês Radiohead causou sensação ao distribuir seu último disco “In Rainbows” diretamente pela internet. Os fãs da banda puderam ainda escolher o valor que pagariam pelo download. A violinista britânica Tasmin Little anunciou que vai disponibilizar seu próximo álbum “Naked Violin” gratuitamente na internet. Sem falar do MOBY que colocou gratuitamente para download no myspace todas as musicas do seu novo CD antes mesmo dele chegar as lojas nos EUA.
A banda independente Porto Cinco2, desenvolveram o projeto social Real valor, utilizando o download de músicas na internet como fonte de arrecadação de fundos para a CUFA, Central Única das Favelas.
Estes são exemplos realmente interessantes que deveria ser o padrão de todo musico gospel, mas que infelizmente para a vergonha do mundo evangélico a mensagem que vemos estampada em cada novo CD colocado no mercado é a mesma “pirataria de cd é crime e é pecado”.
Fiquem na Paz!

Advertisements